jusbrasil.com.br
17 de Fevereiro de 2020

Qualquer pessoa pode ser candidata nas eleições 2020?

Período de pré-campanha, hora de se informar sobre as regras para as eleições 2020

Suely Leite Viana Van Dal, Advogado
há 3 meses

2020 está batendo à porta e com ele mais um ano eleitoral.

Sim, ano eleitoral!

Serão eleições para prefeito e vice, e vereadores.

Muitas dúvidas surgem neste momento, pois em eleições municipais muitos dos pré-candidatos a vereadores ou a prefeitos não estão inseridos na política, e muitas vezes não tem conhecimento da legislação eleitoral. Assim, ficam em dúvida em muitas questões.

Pois bem, existem vários requisitos que caso não preencha, o pré-candidato não conseguirá ter seu registro de candidatura deferido, ou seja, a justiça eleitoral verifica que não pode ser candidato, e isso ocorrerá nas eleições 2020 também.

O problema que em muitas vezes por um motivo simples, mas que não foi observado antecipadamente pelo pré-candidato ou o partido, e o desejo de se candidatar terá que ficar para a próxima eleição, ou ir em busca de conseguir o registro ou a posse pelo meio judicial, o que é muito mais trabalhoso e oneroso. No entanto, como diz o ditado, “um prevenido vale por dois”, pois é, aqui ele é bem importante.

Mas em quais situações eu me torno inelegível?

Existem várias, porém uma muito corriqueira é não estar filiado a um partido político no prazo de 6 (seis) meses antes da eleição.

Pode parecer bobagem alertar para isso, mas não é, pois pode ter ocorrido algo que a filiação não esteja regularizada e a pessoa não poderá ser candidata (o), pois nossa constituição prevê que é condição de elegibilidade a filiação partidária (art. 14, § 3º, inciso V da Constituição Federal). Logo, para concorrer nas eleições 2020, deve estar com a filiação partidária regularizada até 04/04/2020.

Além disso, ainda pode estar inelegível pela desincompatibilização fora do prazo previsto na lei.

Logo, é preciso estar atento às mudanças e regras antigas sobre o assunto, pois há casos em que o candidato ganha a eleição no voto, e perde por questões prévias que deveriam terem sido observadas antes.

Para preparar os pré-candidatos para as eleições de 2020, farei um seminário, juntamente com Dr. Leonardo Freire aqui em Ji-Paraná/RO, no dia 19/11/2019, exatamente para evitar que situações como estas ocorram.

Tem interesse? Se inscreva no link abaixo.

https://www.sympla.com.br/seminario-de-direito-eleitoral---2020eagora__695803


Espero ter contribuído.


Se gostou do artigo, clique em "recomendar" e compartilhe. O conhecimento precisa chegar para todos.

Siga a página para ver todas as publicações.

Também estou no Instagram (@dra_suelyleiteviana), lá a interação é maior e mostro um pouco do dia a dia da advocacia. Segue lá!

*Imagem: Free Imagem com edição

7 Comentários

Faça um comentário construtivo para esse documento.

Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)

Sou servidor público em estágio probatório, posso me candidatar , como seria o procedimento, tenho direito a me afastar para candidatura. continuar lendo

Olá Igor. Me perdoe a demora na resposta, eu sempre gosto de responder bem rápido as pessoas aqui, mas esta semana fizemos o seminário de direito eleitoral e foi uma correria danada rsrsrs..
Pode sim ser candidato. Deverá se desincompatibilizar no prazo legal, a depender do seu cargo.

Tudo de bom! Abraço! continuar lendo

Muito bom, bem esclarecedor! continuar lendo

Muito obrigada!
Abraço e tudo de bom! continuar lendo

Ótimo artigo. Parabéns! continuar lendo

Muito obrigada!
Abraço! continuar lendo

Ótimo. continuar lendo