jusbrasil.com.br
11 de Maio de 2021

Covid-19 e a explosão da internet e das redes sociais. Por que tanta gente está produzindo conteúdo?

A internet vive o seu "boom" neste momento de pandemia. Já reparou que as pessoas estão o tempo inteiro com o celular na mão? Com o isolamento social isso aumentou.

Suely Leite Viana Van Dal, Advogado
ano passado

Se você tem um perfil no Instagram deve estar em choque com tanta live que está acontecendo desde meados de março até agora.

É sério, tem dias que abro o meu e tem mais de 20 lives rolando ao mesmo tempo.

Isso nunca tinha acontecido antes!

Se você tem uma página no Facebook, também deve estar assustado porque nunca viu tanto conteúdo sendo produzido por tantas pessoas.

Também deve estar em choque como que tanta gente que não postava nada em nenhuma rede social de repente desembestou a postar.

Mas tem gente criticando? Tem, claro! Principalmente aqueles que não tem coragem de fazer, ou até já fazia, mas como vê outras pessoas fazendo, fica falando mal por medo de ficar para trás. Normal, sempre vai ter quem critique.

Enquanto isso...

Ah, enquanto isso leia o artigo e veja o que penso a respeito do assunto.

Sabe o nome disso?

Seria medo de ficar sem cliente?

Seria o famoso “acordou para a vida” e viu que não é possível se manter sem presença digital?

Seria a pessoa copiando quem está fazendo e achou "bonitinho" e resolveu fazer também?

Pois bem, vejo que pode ser de tudo um pouco, mas não especificamente essas hipóteses.

Quais seriam então?

Pois bem, vejo que as pessoas estão acostumadas a ficar inertes em relação ao marketing, e os advogados ainda mais. Queira você, nobre colega, admitir ou não, é a verdade!

Muitos pensam que é só abrir uma sala, ou “uma portinha” como dizem por aí, fazer uma sala bonita, comprar um computador legal e os clientes virão.

Mas não é bem assim!

Sabe aquela história de que quem não é visto não é lembrado?

É uma máxima muito verdadeira.

A tecnologia está aí e precisamos usá-la a nosso favor, mas muitos só se deram conta disso agora neste momento de crise. Infelizmente!

2019-ncov assistncia mdica ateno

Imagem: Site Pexels

Por isso a quantidade de pessoas produzindo conteúdo disparou, pois quem não produzia antes viu a real necessidade de dar início.

Não podemos desprezar uma ferramenta tão eficaz, gratuita (na maioria dos casos) e com um poder de atingir tantas pessoas. Não há fronteiras para a internet!

No entanto, triste é ver que as pessoas só se atentaram para essa realidade neste momento de crise.

Eu comecei a produzir conteúdo há mais de 2 anos na internet e isso me trouxe muitos benefícios.

Este foi o primeiro artigo que publiquei aqui. De lá para cá foram vários outros aqui na minha página, no Blog da Aurum, no site da OAB/RO, no SAJ ADV, (clique em cima para ler) e vários outros sites compartilharam os artigos publicados no Jusbrasil.

Desde fevereiro de 2018 que escrevo conteúdo informativo, e não estava prevendo uma pandemia em que pudesse ficar trabalhando de casa e os clientes continuaria me “vendo”. E essa é a intenção, se tornar autoridade na sua área de atuação.

Por isso eu me preparei para que o meu nome seja fixado como autoridade nas minha áreas de atuação. Assim, mesmo em isolamento social as pessoas continuam me encontrando na internet.

Então se você resolveu produzir conteúdo e entregar valor para as pessoas neste momento de crise, sinto lhe dizer que está atrasado, porém, parabéns por ter começado. Nunca é tarde para começar, embora os efeitos das suas atitudes virão proporcionalmente ao seu esforço e tempo de produção.

Mas Suely, se tanta gente está produzindo conteúdo como sei que o meu pode ser relevante e atingir pessoas?

adulto ajuda ajudar

Imagem: Site Pexels

Essa é uma pergunta que sempre me fazem.

Pois bem, lá no início do texto eu disse que só no meu Instagram tem mais de 20 lives simultaneamente, mas isso é no meu perfil e das pessoas que eu sigo. Na sua rede social tem as pessoas que te seguem porque gostam de você, porque gostam do seu conteúdo e sei lá por qual motivo, mas elas te seguem e talvez não seguem mais nenhuma pessoa que produz qualquer tipo de conteúdo. Logo, cada pessoa vai atingir um público. O seu público!

E na internet, já não tem muito conteúdo?

Na internet, por exemplo aqui no Jusbrasil, também tem muito conteúdo, mas passam por aqui (neste site ou portal, como queira chamar) mais de 44 milhões de pessoas por mês.

Além disso, produzir um conteúdo aqui no jusbrasil faz com que você seja "mostrado" quando alguém pesquisar no Google algo sobre um assunto que você já tenha escrito. Logo, se o seu conteúdo for bom ele será entregue pelo Google para muitas pessoas quando alguém buscar aquele assunto.

Então, neste momento muitas pessoas “sacaram” que, com seus escritórios fechados, e sem a possibilidade de contato com pessoas ou de fazer networking face a face, ingressar em um escritório online seria a melhor saída.

E eu te garanto, estar aqui (produzindo conteúdo por mais de 2 anos) me trouxe vários resultados, e com certeza um deles é ser encontrada por pessoas de outros estados brasileiros e fora do país. Além é claro, dos clientes novos que surgiram neste momento de pandemia.

É claro que clientes antigos continuam com o contato, por isso a importância de produzir conteúdo e o seu cliente antigo saber que você está trabalhando de casa, e que ele pode entrar em contato caso surja um novo problema.

No entanto, já ter um nome estabelecido como autoridade na matéria, faz com que novos clientes surjam sempre. Essa é a intenção, não é?

Logo, se você estava na dúvida entre: ficar assistindo Netfilx o dia inteiro ou ir produzir um conteúdo de valor e gerar autoridade no assunto que você atua, fique com a segunda opção, pois os resultados virão!

acima adulto ambiente de trabalho

Imagem: Site Pexels

Tem dúvida se é permitido produzir conteúdo?

Eu te respondo: - Sim, é permitido pelo Código de Ética e Disciplina da OAB, caso contrário eu não estaria há mais de 2 anos fazendo, não é mesmo? Assim diz o artigo 39:

Art. 39. A publicidade profissional do advogado tem caráter meramente informativo e deve primar pela discrição e sobriedade, não podendo configurar captação de clientela ou mercantilização da profissão.

Dessa forma, desde que respeite o Código de Ética e Disciplina, o advogado pode sim produzir conteúdo na internet de cunho informativo.

Logo, é importante que descubra a forma que gosta e quer produzir conteúdo para que consiga ser algo verdadeiro e não só para cumprir tabela, porque todo mundo faz você vai fazer também.

Ah, e conte comigo se ainda não começou a produzir conteúdo. E se começou também! Estou pronta para contribuir e te incentivar.

Mas agora me conta aqui nos comentários se já produz conteúdo e quais os resultados que já vieram, e também o que te fez mudar de ideia e colocar seu “escritos” nesse mundo vasto que é a internet.

Está arrependido (a) ou feliz com a decisão de ter começado?

Espero ter contribuído, e se este conteúdo foi útil para você, divulgue com mais pessoas.

Também estou no Instagram (@suelyvandal.advogada), lá a interação é maior e mostro um pouco do dia a dia da advocacia. Segue lá!

33 Comentários

Faça um comentário construtivo para esse documento.

Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)

Texto incrível Dra.!
Incrível como tudo que faz e se dedica.
Estava lendo e viajando nas palavras e em tudo que já me falou pessoalmente e o quanto a admiro, pelo seu trabalho e pela pessoa que é, mas principalmente pelo privilégio de conviver com alguém tão contagiante quanto você.
Parabéns pelo texto, por mais esse artigo incrível! continuar lendo

Dra., Amigaaaaaaa, que isso?
Palavras lindas. Obrigadaaaa
Eu falo isso sempre né, da importância do produção de conteúdo e fico feliz que todos do escritório estão produzindo.

Vamos juntos e crescendo um ao lado do outro, essa é nossa meta.
Muito obrigada por tudo!
Abraço (de longe por enquanto)! continuar lendo

Parabéns pelo artigo Doutora. Quanto à produção de conteúdo, penso que muitos advogados - jovens ou não - e não me refiro a idade, mas sim tempo de profissão, ainda estão receosos. A premissa de expor-se em uma rede mundial de computadores assusta e acaba por inibir muitos profissionais. Porém, é fato que para ser visto hoje, é imprescindível adequar-se a realidade do marketing digital, sem isso, muito pouco provável que se consiga longa vida na advocacia. continuar lendo

Obrigada, Dr.!
Perfeitas colocações. O mundo mudou, e com a mudança veio a tecnologia.
Temos que nos adequar, caso contrário, ficaremos para trás.

Daqui a pouco teremos mais um conteúdo riquíssimo produzido por Vossa Excelência?

Grande abraço e vamos juntos construindo nossos caminhos.
Ahhh, e frisa-se, somos advogados jovens (haha). continuar lendo

Excelente artigo, Dra. A produção de conteúdo é mais que fundamental, principalmente em momentos como esse em que estamos vivendo!
Sem contar que além de passarmos conhecimento para o público em geral, podemos aprimorar cada vez mais o conteúdo do artigo.
Parabéns pela iniciativa e por incentivar outros colegas!! continuar lendo

Perfeito Dra.
Eu fico muito feliz em ver novos colegas acreditando na produção de conteúdo.
Além disso, cada vez que temos que escrever um artigo, estudamos ainda mais sobre aquele tema, e consequentemente ficamos mais preparados.

Conte comigo sempre!
Abraço e muito sucesso! continuar lendo

Olha, comecei agora e já comecei pensando justamente igual você! Quem não é visto, não é lembrado! Do que adiantar ter MBA ou Doutorado se você é um fantasma na internet... Marketing de Conteúdo ajuda não somente a fundamentar sua especialização como facilita a vida do cliente ou até mesmo do colega advogado, afinal, você é sua vitrine. Excelente artigo! continuar lendo

Excelente Dr. Daniel!
Exatamente isso!
Quem não é visto não é lembrando!
Vamos juntos aqui!

Grande abraço e muito sucesso! continuar lendo